"Gosto de dizer. Direi melhor: gosto de palavrar. As palavras são para mim corpos tocáveis, sereias visíveis, sensualidades incorporadas." (Bernardo Soares)
publicado por Departamento de Língua Portuguesa | Domingo, 23 Janeiro , 2011, 17:02

  António Torrado é, todos sabemos, uma referência na literatura infanto-juvenil portuguesa; ainda bastante novo (com 18 anos apenas) começou a publicar, embora a sua actividade profissional não se circunscreva à escrita - é também pedagogo, jornalista, editor, produtor e argumentista para televisão.

Detentor de uma obra bastante extensa e diversificada, onde inclui textos de raiz popular e tradicional, mas também poesia e contos, considera a  literatura infantil um veículo de mensagens na promoção de valores fundamentais no desenvolvimento harmonioso da personalidade do leitor: a liberdade de expressão, o respeito pela diferença, a verdade, a justiça...

"A Pena de Ouro e Outras Histórias Tradicionais Portuguesas" são contadas de novo por António Torrado, numa publicação da Editora Civilização em 2007. Neste livro, encontrámos o famosíssimo Conto do Vigário; Taborda, mestre na arte da vigarice, após ter sido denunciado por enganar o seu compadre Leontino, é preso. A caminho da cadeia, os guardas resolvem descansar um pouco em virtude do intenso calor que se fazia sentir num trajecto que era longo... Como escapou Taborda dos guardas?


Blogue do Departamento de Língua Portuguesa do Colégio de Nossa Senhora do Rosário
Pesquisa Literária

Conto Colégio

Textos de Alunos

pesquisar neste blogue