"Gosto de dizer. Direi melhor: gosto de palavrar. As palavras são para mim corpos tocáveis, sereias visíveis, sensualidades incorporadas." (Bernardo Soares)
publicado por Departamento de Língua Portuguesa | Terça-feira, 29 Abril , 2014, 11:41

Parabéns às alunas Beatriz Castro Neto e Inês Gonçalves dos Reis, do 5.º B, pelo 3.º Prémio ex-aequo, categoria Texto Original 2.º Ciclo, alcançado no Concurso Literário "Uma Aventura". 

 

 Aldeia das Disciplinas

 

        Era uma vez uma aldeia muito diferente de todas as outras. Cheirava a trabalhos para casa, ouvia-se as professoras a resmungar e só se comia sopa de letras. Contudo, apesar dessa tristeza toda, também havia coisas boas. As salas de aula eram azuis tal como o céu, os quadros brancos como a cal e o recreio era de uma cor verde encantadora.

       Nisto tudo, tinha de haver alunos! Mas, como a aldeia era diferente, os habitantes também teriam de o ser. Lá chamavam-se smurfunos em vez de alunos.

        Como nas escolas normais, existiam muitos alunos. Contudo, alguns destacavam-se mais. A Preguiçosa, o Resmungão, a Dorminhoca, a Divertida, a Vaidosa, o Inteligente, o Brincalhão, a Cabeça no Ar, a Dançarina e a Atrevida. Todos detestavam a escola, porém, um dia foi a Gota de Água, pois a smurfora, mandou mil e uma páginas de trabalhos para casa. Muito indignados, não conseguiam pensar em nenhuma solução. Claro que, sem solução, teriam de desistir de fazer os trabalhos para casa. E, nesse preciso momento, o Inteligente teve uma brilhante ideia:

        - E se ligássemos à Atrevida? Ela teria uma boa solução!

        - Boa ideia, Inteligente! Não pode coincidir com a minha hora do spa. -  referiu a Vaidosa.

        - Lá estás tu com as tuas lamechices! -  comentou o Resmungão.

         Depois de tudo planeado, decidiram ligar à Atrevida.

        - Claro! Eu nunca iria recusar uma proposta dessas! A minha sugestão é encontramo-nos no recreio da escola e depois falamos.

        Na hora do chá das cinco, todos se reuniram no local combinado. Após muitas horas de reunião, agendaram uma manifestação para segunda-feira. E assim foi.

        Apesar de tudo, foi uma manifestação calma como a do 25 de abril.

        Pelo facto de terem participado muitos smurfunos na manifestação, a smurfora percebeu que estava a ser exagerada no número de páginas do trabalho de casa. Então, decidiu baixar de 1001 para 999.

        A Dançarina, para festejar o acontecimento, fez uma dança com as skungs (botas saltantes).

        Viveram felizes para sempre.


Blogue do Departamento de Língua Portuguesa do Colégio de Nossa Senhora do Rosário
Pesquisa Literária

Conto Colégio

Textos de Alunos

pesquisar neste blogue